domingo, 18 de julho de 2010

“Leão da Mantiqueira”

Vamos falar de José Sérgio de Paula “O Leão da Mantiqueira”, nascido em Dores do Paraibuna - Santos Dumont, em setembro de 1896.

“Leão da Mantiqueira” era um homem muito forte e alto. Medindo quase dois metros de altura, tinha as mãos grandes que quando fechadas sinalizavam o peso de um soco.

Foi famoso por suas lutas de Box, muitas realizadas no antigo Cine Brasil, que hoje não existe mais, entre elas com os lutadores Pantera, Espicha, Saravante, Jaguar do Norte e o boxeador que se tornou reconhecido nacionalmente “Joel Budu”, para quem Leão perdeu por nocaute, sem, no entanto se sentir um derrotado, por ter sido nocauteado por um lutador famoso.

Mas a vida de Leão não se resumia só em lutas; foi um exemplar pai de família, Comissário de Menores e segurança particular de pessoas ilustres, entre elas o diretor da Central do Brasil, na época, Sr.Alencastro Guimarães.

No meio político conviveu com ilustres personalidades brasileiras, como Juscelino Kubstcheck e Getúlio Vargas. Toda esta história foi guardada através de correspondências a ele enviadas e que se encontram sobre a guarda da família.

Dona Jesuína, sua segunda esposa, nos disse ainda que Leão da Mantiqueira era procurado por muitos amigos e pessoas da cidade e região para se benzerem, por ser o Leão um homem de muita fé.

Apesar de ter nascido em Dores do Paraibuna, ele viveu em Mantiqueira e acreditamos que o apelido lhe foi dado devido à sua vida na região e sua grandiosidade. Leão sempre foi e será muito admirado e respeitado por todos os seus conterrâneos.

Do “Leão da Mantiqueira” ficaram histórias que levaríamos tempo para contar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário